terça-feira, 28 de maio de 2013

CAHIS indica: VIII Convenção Estadual - RJ de Solidariedade a Cuba


CAHIS informa: Ata da Assembleia do mês de abril

Ata assembleia de abril - 30/04

- Informes

  • O aluno Alexandre (1º período-noite) informou que entrou com uma ação no ministério público para solicitar providências sobre o não recebimento do cartão de acesso ao bandejão. Protocolo nº 233200 - Data: 15/04/2013
  • Derê informou sobre a convenção da chapa para o DCE

- Convocação Geral COENEH
  • Derê informou sobre a realização do ENEH e sobre as comissões do evento. Foi feito o convite para se integrarem as comissões e monitorias
  • Jésssica (5º período-noite) questionou sobre a divulgação das comissões para os veteranos. Derê ressaltou que está é a quarta assembleia que o ENEH é ponto de pauta.


- Falta de professores

  • Derê informou sobre o porquê da falta de professores de sociologia e filosofia para o 1ª período e que estão sendo cobradas providências junto aos conselhos responsáveis.
  • Jéssica criticou a falta de informação

- Assuntos Gerais

  • Alexandre sugeriu que seja recomendado a turma  de R.I  que conservem a sala 9038 limpa.
  • Bira informou que o prefeito prometeu resolver o problema do ar condicionado da 9038.
  • Sérgio (7º período) sugeriu alguma forma de fixar os botões do ar condicionado com mais segurança, pois estão sumindo.
  • Carlos (1º período)  perguntou sobre as eleições do DCE
  • Monique (1º período-noite) sugeriu ofício cobrando a solução da situação da turma de filosofia.


quarta-feira, 22 de maio de 2013

Pela dignidade dos trabalhadores da construir


Novamente os trabalhadores da Universidade do Estado do Rio de Janeiro estão às voltas com um ataque direto a seus direitos. E desta vez, os prejudicados são os funcionários terceirizados da empresa Construir.
Os ascensoristas, assim como vem acontecendo praticamente em todos os meses desde o início de 2012, realizam desde a última quinta-feira uma “operação padrão”, espécie de “greve branca” para chamar a atenção dos usuários dos elevadores para mais um atraso de salários. Apenas um elevador de cada andar está em funcionamento, não atendendo de forma satisfatória a quantidade de pessoas que utiliza o serviço. Mas deixamos bem claro que entendemos que a culpa não é deles.
Nós do Movimento Universidade Necessária compreendemos que o contrato existente entre o Governo do Estado, a UERJ e a empresa Construir reflete o modelo de precarização do trabalho atual no setor público, visando apenas o lucro dos empresários e aumentando exponencialmente o conceito de mais-valia do trabalhador que recebe um salário de fome pelo serviço que presta e além de tudo tem seus direitos atacados por todos os lados. No entanto, esses mesmos trabalhadores que mesmo com esse salário de fome se dedicam, sofrem com assédio moral de seus supervisores, e tem negado de forma velada seu direito mais elementar como proletário, que é o de organização da classe, não podem pagar a conta.
A comunidade uerjiana não quer saber de quem é a culpa, se é do Governo do Estado, da UERJ ou da empresa Construir. Queremos uma solução imediata da situação dos ascensoristas, com o pagamento de todos os salários, direitos trabalhistas e multa por todos os dias que os salários atrasaram, abertura de contrato com prazo determinado de três anos diretamente entre a universidade e os trabalhadores prejudicados, realização de concurso para servidores técnico-administrativos da manutenção e serviços gerais, e o fim do vínculo escandaloso entre a UERJ e a empresa Construir, que insiste em brincar com as vidas de seus empregados quando não cumpre fielmente suas obrigações de empregador.


O CAHIS convoca todos ao ato em apoio aos trabalhadores da CONSTRUIR amanhã as 12:00 no hall do queijo.


segunda-feira, 6 de maio de 2013

quinta-feira, 2 de maio de 2013

Informe sobre o caso de perseguição no Mestrado.


Acolhendo a demanda dos alunos João Cláudio e Gabriel (ex-diretores do CAHIS) perseguidos pelo PPGH/UERJ, a Excelentíssima Senhora Doutora Juíza Márcia Cristina Cardoso Barros, do Juizado Especial Fazendário. Expediu um MANDADO DE CITAÇÃO E INTIMAÇÃO para que o Programa de Pós Graduação em História da UERJ compareça no dia 16/05/2013 às 15:10 no Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro para uma audiência.
Nessa audiência os alunos em questão, formalizarão o pedido de suas notas individualizadas, assim como os critérios de avaliação que foram usados pelo referido programa de pós-graduação para reprová-los.
Não tendo nada de ilegal nessas reprovações e de escuso no referido processo de seleção, diante da Meritíssima Juíza será um ótimo lugar para que os coordenadores do curso finalmente apresentem as documentações solicitadas pelos alunos a mais de seis meses.

quarta-feira, 1 de maio de 2013


O Professor Oswaldo Munteal convida a todos a assistir a palestra com o Professor Héctor Cruz intitulada: "Poder e Revolução": Antecedentes do Processo Revolucionário Sandinista e Projeções para um projeto de esquerda na América Latina,nesta sexta feira, dia 03 de maio as 14:30 hs. na sala 9006A.

O Professor é Ph.D. em Ciência Política na Universidade Wisconsin - Milwaukee (EUA),escreve para o periódico Latin American Perspectives (EUA), Prof. da Universidade de Porto Rico, Prof. da Universidade Católica do Chile e Diretor do Programa de Desenvolvimento e Justiça Social - UNAM (México).

Informe do Departamento de História sobre algumas disciplinas


1. Disciplinas do Currículo Antigo:
Algumas disciplinas do currículo antigo, abertas neste período, estão com zero ou apenas 1 aluno inscrito. São elas:
- 00534 - H. da América II, T1: 0 aluno;
- 02154 - H. do Brasil II, T1 e T2: 0 aluno;
- 02817 - H. do Rio de Janeiro II, T1: 0 aluno e T2: 1 aluno;
- 02381 - H. do Brasil IV, T1: 0 aluno e T2: 1 aluno e
- 03315 - H. Contemporânea III, T1: 0 aluno e T2: 1 aluno.
Estas disciplinas não serão mais abertas nos próximos períodos (as que estão com 0 aluno, serão fechadas de imediato). Possíveis alunos que ainda tenham que fazer alguma dessas disciplinas deverão procurar o Departamento na época.

2. Estágio Supervisionado I/Prática de Ensino Específica I (IFCH):
Já temos a professora para esta disciplina, contudo, ela não tem o horário da manhã. A disciplina, porém, não será cancelada. Os da T1 devem procurar o Departamento para acertar a alternativa.

3. Seminário Especial em História Cultural II, Cód. 10103, T1, Profa. Ma. Emília:
A Profa. Ma. Emília entrou de licença médica. Os alunos inscritos devem procurar o Departamento para vermos uma solução. Uma alternativa seria os alunos migrarem para a T2 do Seminário, com o prof. Flaviano (2a N3-N6).